Estado tem quatro municípios destaques em turismo sustentável

Santa Catarina tem quatro municípios entre os 100 principais destinos turísticos sustentáveis do mundo, segundo a fundação internacional Green Destinations. Entre as oito cidades brasileiras que aparecem na lista anual, estão as catarinenses Forquilhinha e Orleans, no sul do estado; Bombinhas, no litoral norte; e Itá, no oeste. 

Os destinos que aparecem na lista se destacam por apresentar soluções inovadoras e ecológicas para problemas coletivos, dando passos de melhoria e evoluindo para uma indústria de turismo cada vez mais responsável. A seleção é baseada em histórias de boas práticas a serem compartilhadas como exemplos inspiradores, desde profissionais de turismo a viajantes.

O ranking chegou na sétima edição e, ao longo dos anos, destaca municípios com histórias inovadoras e eficazes de turismo sustentável, além de dar ênfase às boas práticas de gestão de cada local. A fundação não tem fins lucrativos e tem o objetivo de focar no desenvolvimento e reconhecimento de destinos ecológicos de todo o mundo. É composta por uma parceria global de representantes, organizações especializadas e instituições acadêmicas.

As quatro cidades catarinenses da lista têm diferenciais que se destacam e chamam a atenção para diversas regiões do estado. Em Bombinhas, no litoral norte, o que chama a atenção é um curso, criado pelo município, com foco em pontos relacionados à história, sustentabilidade, hospitalidade, cultura e atrativos turísticos da região. 

O programa é gratuito e aberto ao público, conhecido como  “Descobrindo Bombinhas – desenvolvendo receptivo de qualidade aos turistas e visitantes”. Desde 2013, o curso capacita pessoas que trabalham no comércio, em restaurantes, meios de hospedagens ou realizam tour guiado para turistas que visitam o município. Em oito anos, o programa capacitou mais de mil pessoas, incluindo grupos da comunidade local.

Segundo a turismóloga responsável, Keli Benvegnú, o projeto conta com aulas práticas e teóricas. “É uma capacitação para quem mora na cidade, com o objetivo de preparar pessoas para bem receber o turista e o visitante que vem a Bombinhas”, conta. O programa foi adaptado ao longo dos anos em função do interesse do público em conhecer mais a cultura e história da cidade. Durante a visita, o turismo é apresentado  de forma prática e teórica, contextualizando o papel de cada um na cidade.

Em Bombinhas, programa valoriza cultura e história da cidade/ Foto: Hotel Gumz Bombinhas

Já em Forquilhinha, no sul de Santa Catarina, o destaque foi um trabalho de limpeza feito na cidade, realizado de forma voluntária. A ação começou em parceria com trabalhadores da Secretaria de Infraestrutura, que tiveram como função identificar os locais com mais urgências.

Em Orleans, também no sul, os moradores surpreenderam ao criar um programa para proteger o meio ambiente. O Movimento Orleans Viva – Guardiões do Costão (MOV), foi criado em 2018 por um grupo de pessoas que apresentaram preocupação devido a possibilidade do retorno da exploração de carvão em Orleans. As pessoas tinham diferentes trajetórias ligadas às suas profissões e paixões relacionadas ao meio ambiente, além de diferentes áreas do conhecimento, como agronomia, biologia e engenharia de minas.

O MOV busca incentivar e apoiar o ecoturismo, o turismo rural e a agricultura familiar sustentável como alternativas prioritárias para o desenvolvimento socioambiental e socioeconômico da cidade. Uma das ações realizadas pelo grupo foi o projeto Mulheres na Montanha, uma caminhada realizada por cerca de 100 mulheres. O objetivo era chamar a atenção para os impactos da mineração de carvão, além de incentivar a preservação das belezas naturais e atrativos do turismo local.

No oeste, o destaque vai para Itá, que apresentou como história de boas práticas o exemplo do Recanto do Balseiro, local turístico que procura resgatar e contar a história e a cultura dos antigos balseiros do Rio Uruguai, que movimentaram a economia do município, hoje extinta. 

A cidade tem feito ações para manter viva a tradição, como o Museu do Balseiro e reuniões anuais que acontecem com jangadeiros e familiares. Além disso, também há um restaurante chamado Flösen Haus, que tem pratos típicos preparados em jangadas, como nos tempos dos balseiros. 

O evento online Global Green Destinations Days contou com 150 destinos do mundo todo. Todos os anos, acontece a competição “Top 100 Destination Sustainability Stories”. As organizações de gerenciamento de destinos são reconhecidas pelas soluções que implementaram em resposta aos desafios e problemas que enfrentaram. 

Repórter: Maria Luíza Venturelli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *